Tipos de arroz: carreteiro, bolinho de arroz e recheado

Você sabe quantos tipos de arroz existem? Veremos neste artigo escrito pela nutricionista que há vários tipos além do branco que manis conhecemos, como o integral, selvagem, parboilizado, negro e outros.

» Página Inicial

Por Sheila Castro (nutricionista)

O arroz é um cereal, rico em carboidrato e que alimenta grande parte da população mundial. Seu cultivo exige abundância de água e acredita-se que sua cultura inicial foi na China.

Plantação de arroz

Existem variedades de arroz:

  • ARROZ AGULHINHA: tradicionalmente conhecido como arroz branco ou polido, é facilmente encontrado e tem preço melhor que os demais.
  • ARROZ PARBOILIZADO: é um arroz que passa por processo industrial e apresenta grande teor de vitaminas e minerais. É de fácil cozimento.
  • ARROZ INTEGRAL: este não tem grãos polidos, desta forma conserva sua estrutura rica em fibras e vitaminas favorecendo uma dieta mais saudável. Menos procurado devido sua coloração, preço e maior demora no tempo de preparo.
  • ARROZ NEGRO: pouco procurado pois seu preparo exige mais tempo e sua textura não é tão macia. Estes grãos são ricos em ferro, proteínas e fibras.
  • ARROZ VERMELHO: preparo similar ao arroz branco, porém um pouco mais demorado. Possui grande concentração de ferro, zinco e monocolina, uma substancia que favorece a redução do colesterol ruim.
  • ARROZ SELVAGEM: são grãos longos, escuros e ricos em vitaminas, fibras e minerais. Seu consumo é pouco comum e é possível encontrá-lo em casas de produtos naturais e algumas grandes redes de supermercado.
  • ARROZ ARBÓREO: são grãos mais arredondados e seu teor de amido propicia preparações mais cremosas. Ideal para preparo de risotos.
  • ARROZ JAPONÊS: são grãos menores e seu teor de amido favorece que os grãos fiquem mais unidos.
  • ARROZ INDIANO: são grãos longos e com sabor peculiarmente mais adocicado. Seu preço é acima dos demais e não é tão facilmente encontrado.

Arroz branco

Arroz carreteiro

Prato típico da região Sul do país, seu nome teve origem dos carreteiros que transportavam cargas em carretas e realizavam a preparação com arroz e charque, alimentos que não necessitam de refrigeração. Este é um preto bastante apreciado e atualmente são conhecidas diversas variações da preparação.

Receita de arroz carreteiro

Ingredientes:

  • 5 xícaras de chá de arroz
  • 2 cebolas médias picadas
  • ½ xícara de chá de óleo
  • Salsinha picada (a gosto)
  • 2 kg de charque (limpo, em cubinhos e dessalgado)

Modo de preparo:

  • Cozinhe o charque por aproximadamente 60 minutos e reserve o caldo do cozimento.
  • Doure a cebola no óleo e frite o charque nesta mistura.
  • Adicione o arroz cru e frite até que os grãos fiquem dourados e soltos.
  • Adicione o caldo do cozimento por xícaras, contando até que sejam adicionadas 10 xícaras de caldo. Caso o caldo não seja suficiente, complete com água.
  • Adicione a salsinha.
  • Mantenha em fogo baixo até que o arroz cozinhe.

Receita de bolinho de arroz

Esta receita é ideal para evitar o desperdício pois utiliza-se normalmente as sobras de arroz da geladeira.

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de arroz cozido
  • 6 colheres de sopa de leite
  • 6 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 1 ovo
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • Óleo suficiente para fritura
  • Tempero a gosto

Modo de preparo:

  • Misture todos os ingredientes até que fique uma massa consistente.
  • Faça bolinhas e frite em óleo quente.
  • É possível colocar queijo mussarela no centro destas bolinhas, antes da fritura, tendo assim uma variação de bolinho de arroz recheado.


 

Veja também



© 2018   |   Alimentação Legal: Conteúdo produzido por nutricionistas   |   Política de Privacidade