Tipos de abóbora: Moranga, cabotiá, italiana e abobrinha

Perguntas e respostas sobre tipos de abóbora. Abobrinha menina brasileira, de pescoço ou seca, italiana, moranga, cabotiá, abobrinha e mais. Veja diversas galeria de fotos que mostram os vários tipos do fruto.

» Página Inicial

A abóbora é um fruto muito comum no Brasil e em vários lugares do mundo. Por aqui seu consumo esteve mais associado à cultura agrícola e interiorana.

Seu cultivo é feito na aboboreira que é uma planta rasteira que solta muitos galhos e se espalha com muita facilidade e rapidez. Produz folhas largas e as vezes grossas. O fruto é produzido nos galhos e são formados junto ao chão mesmo. A maioria tem uma casca grossa e dura que é útil inclusive para sobreviver junto a terra.

Há diversos pratos que podem ser feitos com algum tipo de abóbora. Apesar de ela ser mais apreciada com pratos doces, como o famoso doce de abóbora, há também pratos salgados saborosos.

Há muitos tipos e uma vasta variedades de abóboras. Abaixo relacionamos as principais que temos:

Tipos de abóboras

Abóbora de pescoço ou seca

Este é um tipo bastante comum e encontrado com frequência no Brasil. Geralmente ela pode ficar bem grande e pesada, tem uma casca grossa e é muito útil para se preparar diversos pratos salgados ou doces. Ela é ótima para fazer o tradicional doce de abóbora.

Quando criança eu morava no interior de Minas e no sítio onde morávamos ela era bastante cultivada. Comi muito dela na minha infância.

Veja aqui uma galeria de imagens

Moranga

Famosa pelo tradicional prato praiano “Camarão na Moranga”. Possui grumos e tem cor alaranjada, é usada principalmente para refogados e sopas. Ela possui uma casca mais grossa e dura na cor alaranjada, que dificulta na hora de se descascar, porém a sua polpa após cozida é macia e levemente adocicada. Fica ótima assada no azeite ou em purês.

Veja aqui diversas imagens de moranga

Abóbora italiana

A mais famosa e fácil de encontrar, ótima para refogados, pode ser grelhada e recheada com carne moída e queijos. Ela possui uma casca bem fininha que pode ser consumida, mas precisa ser muito bem lavada. Ela é de preparo rápido e possui bastante água em sua polpa. Pode ser consumida crua em saladas também.

Veja aqui imagens do tipo italiana.

Abóbora libanesa

É semelhante a abóbora italiana e serve para ser recheada, refogada ou feita no vapor. É pouco consumida no Brasil. Possui uma casca mais escura que a Abóbora Italiana e mais lisa também.

Aqui outras imagens do tipo libanesa

Cabotiá

Essa espécie é bem seca, uma mistura da abóbora de pescoço com a moranga, ela é usada principalmente para pratos salgados, purês e nhoques. É a mais comum e mais conhecida no Brasil. Sua casca é verde escura e extremamente dura e grossa. Sua polpa depois de cozida é bem macia e fica muito bem acompanhada de carne seca.

Aqui imagens da famosa cabotiá.

Abobrinha menina brasileira

Abobrinha Menina Brasileira: Ótima para refogados sua melhor época é em outubro. Sua cor interna é menos alaranjada que as demais e seu sabor é mais suave e menos adocicado.

E aqui a não menos famosa abobrinha brasileira.



 

Veja também



© 2018   |   Alimentação Legal: Conteúdo produzido por nutricionistas   |   Política de Privacidade