Quais as frutas da Amazônia e do Nordeste

Muito além do açaí. Veja a enorme diversidade de frutas típicas da região Nordeste do país e também da região da Amazônia ou do Norte do Brasil.

» Página Inicial

Brasil terra onde se plantando tudo dá, quem nunca ouviu essa frase? Este país tropical nos dá o privilégio de termos uma grande diversidade de frutas exóticas, doces, ácidas, azedas, para todos os gostos e para inglês, americano, alemão, canadense, espanhol, etc., ver, gostar e partir daqui com saudade das nossas frutas e para nós habitantes dessa terra cabe valorizar e aproveitar esses sabores.

Basta fazer uma viagem de férias para o norte ou nordeste do Brasil e entrar numa sorveteria para nos depararmos com sabores que muitas vezes nem sabíamos que existia.

Algumas frutas se tornaram populares e se espalharam pelo Brasil e o mundo como o açaí que vem da Amazônia e ficou famoso pelos seus benefícios nutricionais principalmente para o mundo “fit,”pois além de fornecer energia ainda é rico em antioxidantes, fibras e vitaminas, mas além desse frutinho roxo de sabor terroso existe uma infinidade de outros também ricos em nutrientes e em sabores tanto na região Amazônica quanto no nordeste brasileiro. Vamos conhecer algumas:

Norte do Brasil

Fruta açaí

Açaí – Vem de uma Palmeira, seus frutos crescem em cachos e dele é extraída sua polpa para virar sucos, sorvetes, doces, etc, ou ser consumida ao natural acompanhada de outras frutas, cereais ou farinha de tapioca pela população local. É rica em ferro, antioxidantes, fibras e vitaminas.

Bacaba – Nasce numa palmeira semelhante ao açaí porém não se popularizou, é extraída da mesma maneira de seu “parente” famoso e consumida como bebida pela população local acompanhada de farinha de tapioca, seu suco também é usado para fazer sorvete. Este fruto tem altos níveis de ácidos graxos insaturados ômega 3 e ômega 6.

Bacuri – Tem cor amarelo-limão, é pouco maior que uma laranja e sua casca é mais grossa, tem cálcio, ferro, potássio, fósforo e vitamina C. Na culinária é consumido em forma de cremes, sorvetes, sucos inclusive com sua casca. É usado também pela indústria da cosmética em óleos e cremes, o óleo extraído das sementes é anti-inflamatório e cicatrizante.

Buriti – É uma frutinha que tem formato de elipse de cor castanha avermelhada, tem polpa amarela, é mais conhecida na indústria cosmética para o preparo de óleos e cremes, possui vitamina A, B1, B2, B5 e C,cálcio e ferro.

Camu- Camu – É uma fruta redonda vermelha e quando amadurece torna-se roxa, seu aspecto lembra uma ameixa. Possui altas concentrações de vitamina C maior do que a acerola, até o momento é a fruta com maior concentração desta vitamina. Suas folhas também são aproveitadas para chás . Os benefícios dessa fruta estão relacionados diretamente com a melhora da imunidade.

Cupuaçu – Tem cerca de 15 cm, casca marrom, por dentro sua polpa amarelada guarda várias sementes ,sua polpa é utilizada para sucos, sorvetes, mousses, doces, recheios de bombons e biscoitos. Tem grande utilização também na cosmética para o preparo de cremes, óleos corporais, shampoos e sabonetes.

Muruci – Frutinha amarela pequena parecida com a acerola, é consumida em sucos, sorvetes, farinha, conservas e geleias. Tem de alto valor nutritivo, é fonte de fibras, tem vitaminas B1, B2, C, fósforo, cálcio e ferro.

Pupunha – Vem de uma palmeira e é mais conhecida pela extração do seu palmito, a fruta tem cor verde amarelada e após madura vermelho – amarelada, tem polpa fibrosa, é consumida cozida ou assada. È fonte de fibra alimentar, tem cálcio, ferro, zinco, cobre, fósforo e potássio.

Assim como a região norte, o nordeste brasileiro também é rico em sua diversidade de frutas, vamos agora conhecer algumas delas.

Nordeste brasileiro

Araçá – São muitos tipos dessa fruta ( araçá-vermelho, araçá-de-cor, araçá-do-mato, araçá do mato, araçá-rosa e araçá-piranga) que é pequena, redonda com sementes, tem um sabor parecido com a goiaba, seu consumo maior é em forma de sorvetes e suco. Tem altas concentrações de ferro, cálcio e fósforo.

Biribá – Tem o mesmo formato que a fruta do conde, não é usada para preparo de doces, sendo mais consumida em sua forma natural. É rica em proteínas, fibras, vitamina C, cálcio e ferro, vitaminas B1 e B2.

Cajá – É uma fruta pequena e ovalada, também conhecida como cajá-mirim, cajazinha ou tapiriba, tem casaca fina de cor alaranjada ou vermelha. É usada em sorvetes e sucos. É rica em vitamina C,cálcio, ferro e fósforo.

Fruta-pão – Pode ser encontrada com ou sem sementes, é uma fruta grande podendo pesar mais que 2 kg, lembra a fruta do conde, pode ser consumida cozida ou assada e substitui o pão em muitas casas no café da manhã em regiões do nordeste por ter uma alta concentração de carboidratos. É rica em fibras e vitamina C.

Ingá – Tem o formato de uma vagem, existem espécies desta fruta que não são comestíveis, os frutos para consumo são verdes e grandes, tem polpa doce e branca. É mais consumida in natura. É usada em zonas rurais para controlar a diarreia, alívio de dores de cabeça e reumatismo.

Jambo – Fruta pequena que tem formato de um balão, pode ser encontrada nas cores amarela, rosa, laranja e verde claro, a polpa é branca. Pode ser consumida em sucos, sorvetes e in natura. É rica em cálcio, ferro, vitamina B1 e B2 pectina e antioxidantes.

Jenipapo – É uma fruta redonda de cor marrom com polpa fibrosa, é mais conhecida pela fabricação de seu licor. É rica em cálcio, água, vitaminas B1, B2, B5 e C.

Mangaba – Tem formato oval, pode ser amarela, esverdeada, quando madura tem a casca amarela com manchas vermelhas. Sua polpa é branca, fibrosa e macia. É fonte de vitamina C, cálcio, ferro, vitamina B1, B2 e fibras.

Estas são apenas algumas das deliciosas frutas do norte e nordeste brasileiro, são muitas cores e sabores diferentes e que enchem o nosso paladar. Viva o Brasil !



 

Veja também



© 2018   |   Alimentação Legal: Conteúdo produzido por nutricionistas   |   Política de Privacidade