Leite zero lactose ou sem lactose

Leite sem lactose e zero lactose são diferentes? E quem deve consumir? Veja a análise da nutricionista sobre esse assunto e produtos lácteos. Confira.

» Página Inicial


A lactose é o carboidrato ( açúcar) do leite, ela é formada da glicose + galactose, para ser digerida no nosso organismo é preciso a presença da enzima lactase para fazer a quebra desse carboidrato, existem pessoas que produzem parcialmente esta enzima e outras que não a produzem nem em baixa quantidade. A intolerância a lactose pode ser decorrente de causas : primária ( devido ao envelhecimento ), secundária (devido a doença ou ferimento ), congênita ( desde o nascimento )quando não há produção nenhuma da enzima,sendo que tanto na primária quanto na secundária pode ocorrer uma dificuldade ou diminuição na produção da lactase. É importante salientar que a intolerância a lactose é diferente de alergia ao leite, pois a alergia acontece quando o sistema imunológico ataca alguma substância do leite ( proteínas ) como inimigo.Os sintomas de intolerância a lactose são : gases, dores abdominais, diarreia, náuseas e vômitos, porém esses sintomas variam de acordo com o grau de intolerância.

Pessoas com produção parcial da lactase podem ter sintomas mais leves e muitas vezes não os relacionam com o consumo do leite, enquanto que pessoas que não produzem lactase geralmente já foram diagnosticadas devido aos sintomas serem mais evidentes, estes só poderão consumir produtos lácteos quando a lactose já foi totalmente quebrada, ou se fizerem uso de comprimidos de lactase.

Leite integral, desnatado e semi-desnatado

O leite e seus derivados são ricos em cálcio, além de outros nutrientes importantes, portanto não devem ser excluídos do cardápio a menos que seja extremamente necessário,apesar de todo terrorismo que foi criado nos últimos tempos em relação ao consumo destes produtos, o bom senso deve prevalecer pois o leite é um alimento essencial para prevenir osteoporose, diabetes tipo 2, além de outros benefícios e seu consumo é necessário em todas as fases da vida.

A substituição do leite por bebidas a base de castanhas, arroz, soja, aveia, deve ser vista com cautela e só em casos realmente necessários ou para quem é vegetariano, pois como já foi dito acima, o leite tem fatores nutricionais importantes.

Vale ressaltar aqui que só pode ser chamado de leite, o alimento decorrente da glândula mamária de mamíferos fêmeas, portanto a denominação de “leite de soja”, “leite de amêndoas”, “leite de arroz”, “leite de aveia”, está errada.

É possível para quem tem intolerância a lactose consumir leite e derivados sem lactose (zero lactose) permitindo assim que não se abandone as vantagens dos nutrientes do leite.

Veja aqui como é o processo para fazer o leite sem lactose:

Leite sem lactose ou zero lactose

Nos mercados podemos encontrar produtos Sem lactose ou Zero lactose, tanto faz a maneira que esteja escrito, pois isso quer dizer que não há lactose, para isso, a indústria adiciona a lactase ao leite e assim acontece a hidrólise (quebra) da lactose em glicose + galactose, que são moléculas menores e portanto mais facilmente digeridas. Este processo não exclui nenhum nutriente, todas as qualidades do leite continuam preservadas.

O sabor do leite sem lactose é mais doce por causa da glicose que fica mais evidente, mas o valor calórico permanece o mesmo.

O leite sem lactose pode ser consumido por quem tem intolerância ou algum desconforto quando consome o leite comum, porém o diagnóstico de intolerância a lactose só pode ser feita após alguns exames específicos.

Produtos lácteos

Os produtos como queijos frescos e iogurtes sofrem ação natural de micro organismos que provocam uma fermentação ajudando a quebrar parte da lactose, mas podem sobrar alguns traços, já em queijos como o parmesão que levam um tempo maior para a maturação, a lactose pode ser reduzida naturalmente por completo, porém a indústria já disponibiliza muitos destes produtos sem lactose.

Por Marilucia Lima - nutricionista


 

Veja também



© 2018   |   Alimentação Legal: Conteúdo produzido por nutricionistas e entusiastas   |   Política de Privacidade