Diferença entre arroz branco, integral e orgânico

Veja as dicas da nutricionista sobre os tipos de arroz, como o branco, orgânico e integral. Veja as diferenças, características e formas de consumo saudável.

» Página Inicial


Por Elaine de Moura - Nutricionista / Insta: @emd_nutri

Ah, o arroz...

Aquele arroz soltinho, quentinho, feito na hora... Pronto para ser degustado. Tem coisa melhor?

Tem não!

O arroz é um cereal. Você sabia?

Pois é, ele é o cereal mais presente na mesa do povo brasileiro. Quando a gente pensa em compor um prato para almoçar ou jantar... Que atire a primeira pedra quem não pensa, primeiro, no arroz. E você sabia que em países como a Coreia do Sul, por exemplo, o arroz também é consumido até no café da manhã? Isso mesmo! Interessante, né?

E existem tantos tipos diferentes de arroz, que a gente chega a ficar meio perdido na hora de escolher o nosso preferido. Arroz branco, integral, parboilizado, cateto, arbóreo, negro, basmati, vermelho, selvagem, jasmim... Ufa! Exite uma grande infinidade de tipos de arroz, para todos os gostos.

O queridinho

Arroz branco

O queridinho dos brasileiros é o arroz branco, o mais consumido entre todos os outros. Esse tipo de arroz também pode ser chamado de "polido" ou "agulha". O arroz branco sofre um processo de refinamento, onde sua casca é completamente removida e, junto com ela, vai embora todas as suas características nutritivas.

Isso não é bom, certo? Certo!

Embora seja o mais barato e o mais fácil de ser encontrado, justamente por ser o mais utilizado de um modo geral, o arroz branco não possui benefícios nutritivos. Vamos a dados rápidos... Em 75g de arroz branco há:

Valores pouco significativos e nada interessantes. Conclui-se que, basicamente, o arroz branco é amido. Amido é carboidrato. E só. Ele não acrescenta muitos valores nutritivos em nossa alimentação.

Isso não quer dizer, é claro, que você não possa consumi-lo. Pelo contrário, o arroz branco, independente de sua composição nutricional, faz parte da cultura do povo brasileiro. Como já dito, está presente no prato na maioria de nossas refeições e pode ser consumido.

Mas daquele jeito: com moderação, ok?!

O vilão: Arroz de dieta

Muita gente encara o arroz integral como sendo um "arroz de dieta", que é usado somente no intuito de perder peso ou seguir algum tipo de plano alimentar.

Está na hora de desmistificar essa ideia, certo? Certo!

O arroz integral, nada mais é, do que o produto do não-refinamento do grão. Ou seja, ele é completo! Já que não passa pelo processo de refinamento, ele mantém todas as suas camadas, o que conserva todas as suas características nutricionais. Momento comparação... Em 75 g de arroz integral há:

Percebeu a diferença? Caloricamente falando, os dois tipos de arroz (branco e integral) não possuem diferença significativa. Mas olha a diferença nos valores de magnésio, fósforo e potássio... Enorme, não é mesmo?

O arroz integral também é fácil de ser encontrado, mas seu valor pode não ser tão acessível quanto o do arroz branco. Sua aparência também é diferente, mais escura, e o grão um pouco mais endurecido depois de cozido. Talvez por isso o arroz branco faça mais sucesso que o arroz integral. As características externas, que podem ser vistas e sentidas, são, teoricamente, melhores no arroz branco do que no arroz integral. Mas quando analisamos profundamente, quando vamos ver a composição nutricional, o arroz integral dá de mil.

Espera aí! E o arroz orgânico?

Orgânico não diz respeito a composição nutricional do arroz. Diz respeito a forma que ele foi tratado durante o plantio do grão. Uma comparação rápida:

Alimentos integrais: todos aqueles que estão o mais próximo possível de seu estado natural, que não sofreram qualquer processo de modificação ou refinamento.

Alimentos orgânicos: diz respeito a carnes, aves, laticínios e ovos que são criados livres de hormônios do crescimento e antibióticos; vegetais, frutas e cereais orgânicos são aqueles que nunca foram tratados com pesticidas, radiação ionizante ou bioengenharia.

Deu pra entender?

Então a gente pode concluir que: arroz integral e/ou orgânico é melhor, nutricionalmente falando, do que arroz branco/refinado.


 

Veja também



© 2018   |   Alimentação Legal: Conteúdo produzido por nutricionistas e entusiastas   |   Política de Privacidade