Como a dieta pode dar suporte ao tratamento do câncer?

Veja este artigo escrito por uma nutricionista onde ela explica a dieta como suporte ao tratamento do câncer. Tema de grande importância e relevância à saúde.

» Página Inicial


Por Livia Ribeiro Silva - Nutricionista (CRN 7333)

A alimentação é parte fundamental para o sucesso no tratamento do câncer, por ser uma doença bastante agressiva e utilizar vários métodos para o combate a doença (cirurgias, quimioterapia, radioterapia e fármacos) o organismo acaba sendo atacado tendo diversos efeitos colaterais.

A questão emocional também deve ser levada em consideração, uma vez que o medo e as diversas preocupações podem restringir a ingestão adequada de alimentos. Uma dieta variada, equilibrada e que contenha todos os grupos alimentares é a chave para a recuperação desta doença, reabastecendo o corpo de minerais, vitaminas e energia.

A consistência da dieta deve atender as necessidades diárias do individuo, podendo haver dificuldades na mastigação, deglutição e alterações gastrointestinais. O uso de suplementos quando a ingestão alimentar é inadequada/insuficiente também é indicada.

No mercado há a disponibilidade de diversas fórmulas (liquidas, pó, géis) e com uma diversidade de compostos para atender as demandas energéticas e carenciais de vitaminas, minerais e oligoelementos. O médico e o nutricionista podem avaliar as demandas carenciais e prescrever o uso dessas formulas da maneira mais adequada a cada caso.

Há a possibilidade da necessidade do uso da terapia nutricional enteral (sonda) e parenteral (acesso venoso), que são estratégias utilizadas quando a ingestão oral é insuficiente ou inviável.

[caption id="attachment_601" align="alignnone" width="800"]Salada de frango Salada de frango[/caption]

Durante o tratamento do câncer é comum os pacientes relatarem mudanças no olfato e paladar, descrevendo que alimentos (principalmente fontes de proteínas) parecem ter o gosto amargo ou metálico. Se um tipo de carne (por exemplo o bife), apresentar sabor ou odor estranhos, dê preferência a outros tipos de carnes como frango e peixes, e a outras fontes de proteínas como ovos e leite. O cheiro das carnes pode ser modificado através de sua forma de preparo, como deixando de molho em suco de frutas e utilizando ervas como manjericão e orégano.

Outro sintoma freqüente é a boca seca, o uso da limonada favorece a produção de saliva, chupar balas ou picolés sem açúcar também ajudam a melhorar este sintoma. Durante as refeições para ajudar na mastigação e deglutição alimentos com caldos e molhos são bem vindos.

Receitas para melhorar a nutrição durante o tratamento do câncer

Estas receitas foram retiradas do manual “Uma Alimentação durante o tratamento do câncer. Dicas para comer bem.”

Arroz com abacaxi e especiarias

Rendimento: 6 porções. Preparo: 40 minutos. Para acompanhar legumes, frango ou peixe.

Ingredientes:

Modo de preparo:

Lave bem o arroz e escorra. Coloque o açafrão no leite morno por 5 minutos. Enquanto isso derreta a manteiga em uma panela, junte a cebola e o gengibre e as demais especiarias. Refogue por 2 minutos. Coloque o arroz e cubra com 2 a 3 xícaras de água fervente. Cozinhe por 6 minutos. Despeje o leite com açafrão sobre o arroz, distribuindo-o com movimentos em zigue-zague. Tampe e continue o cozimento em fogo médio, até a água ser completamente absorvida.

Adicione ao arroz metade do abacaxi picado e escorrido e a metade das amêndoas. Ponha o arroz em um prato e com o restante do abacaxi e das amêndoas enfeite.

Atum com macarrão ao forno

Rendimento: 8 porções Calorias por porção: 435 kcal Proteína g/porção: 24g

Ingredientes:

Modo de preparo:

Misture os primeiros quatro ingredientes numa panela e deixe aquecer até que o queijo derreta. Acrescente o macarrão e misture bem. Coloque em uma travessa untada e leve para assar durante 20 minutos.

Quiche de frango e cebolinha verde

Ingredientes do recheio:

Ingredientes da massa:

Modo de preparo:

Peneire a farinha e o sal numa tigela. Adicione a manteiga e misture. Junte 4 colheres (sopa) de água. Trabalhe a massa. Se necessário coloque mais água. Note que o excesso de água endurece a massa. Embrulhe a massa em plástico filme e leve a geladeira por 30 minutos.

Pré aqueça o forno a 200ºC. Unte uma forma para torta. Abra a massa, forre a forma e espalhe sobre ela o recheio. Bata os ovos com o leite e tempere; despeje na forma e asse por aproximadamente 40 minutos.

Salada de frango

Calorias por porção = 136 kcal Proteína g/porção = 20 Dieta pastosa e sem lactose

Ingredientes:

Modo de preparo:

Lavar bem o pedaço de frango, passar o limão e sal. Cozinhá-lo com água e metade da cebola. Deixar a água secar, tendo cuidado para não queimar. Depois de frio, desfiar o frango e reservar. Fazer um molho, batendo bem o óleo com a cebola, o pimentão, salsa e cebolinha, um pouco de água e sal. Misturar o molho com o frango e servir.

Legumes refogados à paulista

Acompanhamento para peixe ou frango grelhado. Preparo: 30 minutos. Rendimento: 4 porções.

Ingredientes:

Modo de preparo:

Corte os legumes. Tire as sementes da pimenta e pique-a. Misture a maisena com 2 colheres (sopa) do caldo. Ponha o restante numa frigideira larga e deixe levantar fervura. Junte os legumes e ferva-os por 5 minutos, mexendo. Escorra e reserve. Adicione o caldo com maisena e o molho de soja à frigideira e deixe ferver até engrossar. Ponha de volta os legumes e cozinhe por mais dois minutos. Sirva em seguida.


 

Veja também



© 2018   |   Alimentação Legal: Conteúdo produzido por nutricionistas e entusiastas   |   Política de Privacidade