Alimentação na gravidez e alimentos que ajudam a engravidar

O peso pré gestacional é de grande importância para o desenvolvimento de toda a gestação, bem como uma bola alimentação. Veja as dicas da nutricionista sobre os alimentos que a grávida pode consumir.

» Página Inicial


Por Sheila Castro (nutricionista)

Quando a mulher sinaliza a intenção de engravidar, alguns suplementos nutricionais já são receitados por seu médico, a fim de favorecer a fertilização, a gestação e a formação do feto. Porém, algumas mamães não planejam a gravidez previamente, mas isso não impede que sua gestação seja saudável, nutricionalmente falando. Vale ressaltar que, mães desnutridas ou mães obesas necessitarão de um acompanhamento mais rigoroso.

O peso pré gestacional é de grande importância para o desenvolvimento de toda a gestação.

Dificuldade para engravidar deve ser investigada por médicos especialistas no assunto, porém, segundo alguns autores, entre vários outros fatores, a adequação de peso e a mudança nos hábitos alimentares exercem grande interferências no assunto fertilidade.

A alimentação da futura mamãe deve ser a mais variada possível, afinal seu corpo está formando um novo ser humano e quanto maior a disponibilidade circulante de nutrientes para o organismo trabalhar, melhor.

Alimentar-se de forma variada não significa comer por dois, aliás, este conceito é totalmente errôneo; a gestante deve se alimentar baseando-se em um cardápio mais equilibrado, variado colorido e consequentemente mais nutritivo. O aumento de peso ocorrerá naturalmente, pois haverá aumento de líquidos e tecidos no corpo, porém algumas gestantes aumentam muito de peso por conta da alimentação incorreta, gerando riscos para si e para o bebe.

Os hábitos da gestante devem ser revistos e pequenas mudanças farão grandes diferenças:

Alguns alimentos são vistos como componentes de uma dieta da fertilidade ou dieta pró-fertilidade. Estes alimentos são ricos em ácido fólico, ferro, cálcio, fósforo, magnésio, vitaminas variadas, licopeno, betacaroteno, proteínas e possuem um tipo de carboidrato que é absorvido de forma mais lenta pelo organismo, favorecendo o controle glicêmico e hormonal, tido como um fator importante para engravidar. Entre eles podemos citar os alimentos integrais em geral, maçã, pera, melancia, goiaba, mamão, rúcula, agrião, escarola, espinafre, alface, cenoura, abóbora, abobrinha, tomate, cebola, berinjela, chuchu, beterraba, grão de bico, batata doce, quinoa, aveia, centeio, mandioquinha, lentilha, ervilha, feijão, soja, gergelim, azeite de oliva, nozes, castanhas, avelã, amêndoa e pistache.

Após engravidar, por precaução é recomendado à gestante que não consuma mariscos, maionese caseira, carnes mal passadas e peixe cru.


 

Veja também



© 2018   |   Alimentação Legal: Conteúdo produzido por nutricionistas e entusiastas   |   Política de Privacidade